» FlashSB / Notícias / Mundo
21.08.2019 - 41 clique(s)
Passageiros trocam garrafas PET por bilhetes de metrô: sucesso
 // compartilhar

Um projeto em que passageiros podem trocar garrafas PET por bilhetes de metrô é um sucesso em Roma, na Itália.

A iniciativa, que começou em julho, já comemora 60 mil recipientes retirados de circulação em apenas duas semanas, de acordo com as autoridades.

As máquinas estão distribuídas em três estações de metrô para períodos de testes.

Como

Para participar o passageiro deve baixar um aplicativo no celular (My Cicero ou TabNet), que fornece um código de barras.

Aí, a cada garrafa inserida em uma máquina, o usuário recebe um crédito de 5 centavos de euro, que é associado ao código de barras.

Daí o valor é trocado pela passagem.

Como o bilhete de metrô custa 1,50 euro, trinta garrafas são necessárias para a obtenção de um ticket.

O número pode parecer grande, mas a ideia é justamente conscientizar os cidadãos romanos do uso do plástico:

“Em um período em que se fala sobre criptografia, temos uma moeda de plástico. Substancialmente, é um sistema no qual se recicla, se constrói a a fidelidade do cliente, e se recompensa o comportamento virtuoso dos cidadãos”, explicou Paolo Simoni, presidente da ATAC.

A proposta, que busca incentivar a reciclagem na Cidade Eterna, é uma iniciativa da prefeitura em parceria com a ATAC, Azienda per i Trasporti Autoferrotranviari del Comune di Roma – empresa privada responsável pelo transporte da cidade.

“Podemos dizer que somos a primeira grande capital europeia a apresentar essa inovação. Uma máquina que consome garrafas de plástico e emite crédito para comprar passagens de ônibus.

A economia circular é fácil de ser feita”, disse Virginia Raggi, prefeita de Roma,  ao jornal La Repubblica.

Onde

Por enquanto, o projeto abrange apenas três estações de metrô: Cipro (linha A), Piramide (linha B) e San Giovanni (linha C) e está previsto para durar 12 meses.

A ideia é fazer um período de testes antes da implementação permanente em mais estações.

A ação surge em meio a reclamações de moradores de Roma, que apontam a sujeira e a falta de coleta de lixo na capital italiana como os principais problemas.

Entretanto, uma reportagem do La Repubblica do início de 2019 mostrou que, em 40% das vezes, o descarte de plástico é feito de maneira indevida, inviabilizando a reciclagem do material.

Por conta disso, a ATAC faz a orientação de que as garrafas devem estar intactas, vazias e preferencialmente limpas.

Além disso, para garantir que a máquina dará o desconto, o rótulo deve estar intacto.

 // confira outras notícias
 // comentrios

© 2018 - FlashSB - Levando São Borja para o mundo!
João Manoel, 2600 - Centro - São Borja / RS
Telefones: (55) 3431- 3960 / (55) 9 9962-1270
Desenvolvido por Index1