» FlashSB / Notícias / Geral
19.08.2019 - 74 clique(s)
Acidente doméstico não é brincadeira
 // compartilhar


Segundo o Ministério da Saúde os acidentes domésticos foram caracterizados como uma das principais causas de assistência, internações, incapacidades e mortes na infância. Um estudo realizado com 7.123 crianças de idade inferior a 10 anos, evidenciou que 96,8% foram vítimas de acidentes, a maioria das ocorrências (66,6%) incidiu no domicílio. (Bezerra, 2014)
Os acidentes nesta fase estão associados a conquista da liberdade obtida através da locomoção, combinada à uma desatenção. Há curiosidade em explorar novos espaços e conseguir a autonomia, que são aspectos essenciais no desenvolvimento.

Ghisi em 2018, em seu estudo constatou que as principais causas de acidentes domiciliares em crianças são: quedas (50%), queimaduras (em relação ao tipo 50%decorrentes de choque elétrico), intoxicação (14,5%); e afogamentos (4,8%).
Em 87% dos casos destaca-se a presença do adulto, o que por si só não impede que o acidente aconteça. Talvez, isto decorra por desconhecimento de como evitá-lo.
É comum que os adultos, erroneamente, esperem da criança uma percepção de risco, que ela ainda não tem, tal condição se desenvolverá a partir dos 7 anos (GOMES et al., 2013). Entretanto, nesta fase, elas devem e, já tem condições de receber orientações quanto aos cuidados.

Dentre os cuidados que podem ser tomados, na tentativa de prevenir esses dados, existem equipamentos de proteção para ambientes de risco como cozinha, escadas, lareiras e áreas externas, com o portão grade de proteção. Já nas janelas e sacadas recomendam-se telas.
Para as gavetas e portas de armários, que podem conter produtos químicos ou até mesmo se fechar, contamos com travas dos mais diversos tipos. Há uma variedade de produtos que podem ser utilizados nas portas, impedindo que elas abram ou se fechem repentinamente. Ainda podemos contar com protetores de tomadas, de quinas, adesivos antiderrapantes para tapetes, entre outros equipamentos disponíveis no mercado.
Claro, que todo cuidado é pouco diante desses pequenos aventureiros, que estão sempre dispostos a descobrir. Existem outros riscos aos quais estão expostos, cabe a nós responsáveis, cuidar e guiá-los nesta jornada do desenvolvimento motor.

 // confira outras notícias
 // comentrios

© 2018 - FlashSB - Levando São Borja para o mundo!
João Manoel, 2600 - Centro - São Borja / RS
Telefones: (55) 3431- 3960 / (55) 9 9962-1270
Desenvolvido por Index1