» FlashSB / Notícias / Cidadania
08.07.2019 - 91 clique(s)
Ações de prevenção na saúde em São Borja são destaques nacionais
 // compartilhar

Programa de ações preventivas desenvolvido em São Borja pela Secretaria Municipal de Saúde em relação a Doenças Sexualmente Transmissíveis  (DSTs) é destaque nacional, passando a ser referência para outras experiências similares. Em abril,  a mesma iniciativa já havia recebido premiação no congresso estadual em Bento Gonçalves. Em Brasília, no congresso nacional, estiveram o secretário municipal de Saúde, José Luiz Machado, e os coordenadores técnicos do programa, enfermeiros Lucile Félix e Glauber Marques.

Uma das razões principais para o destaque para o programa é que São Borja está oferecendo testes rápidos, gratuitos, de detecção de HIV, Sífiles e das Hepatites B e C também a caminhoneiros de outros países que circulam pela fronteira Brasil-Argentina.  São estrangeiros procedentes de países como Argentina, Chile e Paraguai e que vêm para o Brasil através da Ponte da Integração.  Há dois anos os testes já são realizados, e somente na última semana 159 operadores do transporte internacional foram atendidos, cada um fazendo quatro diferentes exames.  “Praticamente na hora  já sai a resposta para a eventual ocorrência de qualquer uma das quatro patologias, o que então já permite, se necessário, iniciar tratamento”, ressalta Lucile Félix.

O Ministério de Saúde confirmou que a experiência de São Borja, a partir dessa iniciativa pioneira, passa a ser a ser modelo e
referência para as demais áreas de fronteira no País. “É gratificante quando um trabalho como esse, que salva vidas, pode ajudar não apenas nós brasileiros, mas também nossos irmãos de outros países”, segundo comemora o secretário municipal da Saúde, José Luiz Machado.    Além do trabalho que acontece no Centro Unificado de Fronteira da ponte internacional, em todos os serviços da Saúde municipal os mesmos teste de prevenção às DSTs também são oferecidos.

Um dos núcleos técnicos de coordenação das atividades é o SAE – Serviços de Atendimento Especializado, localizado na convergência das ruas Presidente Vargas e Riachuelo. Mas, além do SAE, os testes rápidos em relação a HIV, Sífiles e Hepatites também são feitos nas Estratégias de Saúde da Família (ESFs), no Centro Médico Especializado (CEMAE) e através do Pronto Atendimento Municipal (PAM). No interior do município os testes são possíveis através da unidade móvel de
atendimento.

A equipe de técnicos da Saúde municipal também amplia sua ações em relação às escolas e universidades na cidade. As atenções ainda se voltam para o Hospital Ivan Goulart e para os eventos de grande concentração pública que acontecem em São Borja.

Casos aumentam

A enfermeira Lucile Félix informa que, possivelmente pela chance maior de exames,  tem aumentado o número de casos de doenças sexualmente transmissíveis no município. Ela diz que, em média,  de dois a três novos casos são registrados a cada semana  de pacientes que contraem o vírus HIV, da Aids. De Sífiles, dobra o número de novos casos registrados semanalmente. Já o médico Volnei Pires observa que a maior incidência de DSTs é no público jovem ou entre parceiros homossexuais. A constatação é de que, na maioria dos casos, as pessoas não usam preservativos.

 A tuberculose é outro motivo de preocupação para a equipe da Saúde municipal. Em média, 22 pacientes com a doença recebem tratamento, atualmente, sete deles reclusos ao Presídio Estadual, conforme Pires. O tratamento tem acompanhamento médico e medicamentos são gratuitos. Em geral, seis meses de tratamento garantem a cura.

Fonte: DECOM

 

 // confira outras notícias
 // comentrios

© 2018 - FlashSB - Levando São Borja para o mundo!
João Manoel, 2600 - Centro - São Borja / RS
Telefones: (55) 3431- 3960 / (55) 9 9962-1270
Desenvolvido por Index1