» FlashSB / Notícias / Policial
17.06.2019 - 98 clique(s)
MC Delano consegue alvará de soltura sob fiança em BH
 // compartilhar

O funkeiro e produtor musical MC Delano, preso desde sábado (15) após denúncia de importunação sexual, vai ser solto sob pagamento de fiança, de sete salários-mínimos. Os advogados e o artista participaram da audiência de custódia, em Belo Horizonte, no fim da manhã desta segunda-feira.

MC Delano pode ser considerado um "empreendedor do funk" no cenário nacional. Além de sócio da produtora The Gang, ele ainda produziu o sucesso do carnaval deste ano "Parado no bailão", além de outros sucessos como "Devagarinho", "Na ponta ela fica" e "Se arrependeu".

Para conceder o direito de responder à investigação em liberdade, a juíza Fabiana Cardoso Gomes Ferreira considerou, segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o fato de o cantor ser réu primário, ter residência fixa e ocupação lícita. Além disso, o músico ainda vai ter que manter distância mínima de 200 metros da vítima não pode ter qualquer contato verbal, escrito ou visual com ela.

A mãe e a irmã de MC Delano, Cidade e Ágatha, falaram à reportagem sobre o artista.

No último sábado (15), uma bombeira civil de uma casa noturna no bairro Buritis, Região Oeste de Belo Horizonte, chamou a Polícia Militar. De acordo com o boletim de ocorrência, uma mulher disse que MC Delano, que participava de um show no local, tentou beijá-la à força após ela dizer que era fã dele.

Também à polícia, MC Delano disse que a vítima teria pedido para fazer uma foto com ele. Então, ele pediu um beijo e ela recusou. O cantor negou que tenha forçado a situação.

Delano Axel Silva Amaral, de 22 anos, foi preso em flagrante. Ele foi transferido para a Penitenciária Inspetor José Martinho Drummond, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana, no domingo (16) e levado para a audiência de custódia, como é feito com qualquer pessoa presa em flagrante, para ser ouvido pela Justiça.

No Fórum Lafayette, os advogados de Delano disseram que o caso dele se assemelha ao caso Neymar pela falta de provas e pela mudança de depoimento da vítima. Segundo a defesa, a mulher que o denunciou deu relatos diferentes na PM e na Polícia Civil.

 // confira outras notícias
 // comentrios

© 2018 - FlashSB - Levando São Borja para o mundo!
João Manoel, 2600 - Centro - São Borja / RS
Telefones: (55) 3431- 3960 / (55) 9 9962-1270
Desenvolvido por Index1