» FlashSB / Notícias / Cultura
11.03.2019 - 70 clique(s)
Prédio do Banrisul continua se deteriorando em São Borja
 // compartilhar

Prédio do BANRISUL continua se deteriorando em São Borja Não foram poucas as solicitações que há bom tempo partiram de São Borja, dirigidas ao governo do Estado, para que o centenário e tradicional prédio do Banrisul viesse a ser doado à Prefeitura, para ser aproveitado. Pleitos que partiram da prefeitura, de vereadores e reiteradas vezes também do Conselho de Políticas Culturais de São Borja, da gestão passada. O Conselho diversas vezes reuniu-se com a participação sempre, da maioria de seus Conselheiros, para análise, estudo e elaboração de criterioso projeto, com consistente fundamentação teórica onde a presidente de daquela gestão, Maria Izabel Guimarães Scalco e o conselheiro Fernando Rodrigues ( hoje mestre pela UFSM), participaram arduamente da elaboração do já referido, inclusive com retrospectiva histórica de São Borja, todo ilustrado com fotos importantes e até inéditas justificando a importância da cedência do prédio em tela , para que nele fosse instalada a CASA DE CULTURA DE SÃO BORJA, a qual ofereceria diversas oficinas entre outras teatro, música, escultura, artesanato local e regional, pintura e outras, bem como sala de áudio e videoteca. Também pensavam todos os conselheiros que nesse prédio deveria ser instalado o Museu Missioneiro Aparício Silva Rillo, patrimônio cultural de valor inestimável e que se encontra em espaço exíguo e inadequado por diversas questões que no momento não cabe colocar. O Conselho teve o apoio de diversos vereadores, tendo na época o vereador Marchesan, representante do legislativo, junto ao Conselho feito diversos pleitos com repetidas investidas junto ao poder público estadual, recebendo alguns acenos, que para o Conselho e os interessados pareciam ser promissores, mas que em nada resultou, pois não foi dada resposta pela Fundação Banco do Estado e nem pelo governo estadual daquela época. Segundo pessoas atentas a esse patrimônio, o prédio necessita de cuidados urgentes, sob pena de passar em curto espaço de tempo a causar possíveis danos e riscos aos transeuntes. Ainda salientamos que diante do descaso se faz necessário o tombamento em nível municipal, dada a importância histórica e arquitetônica do prédio imponente no centro da cidade, antes que seja tarde.

 // confira outras notícias
 // comentrios

© 2018 - FlashSB - Levando São Borja para o mundo!
João Manoel, 2600 - Centro - São Borja / RS
Telefones: (55) 3431- 3960 / (55) 9 9962-1270
Desenvolvido por Index1